Um Passo na Direção Certa

No Centro de Autossuficiência SUD (LDS Jobs), vamos ajudá-lo a obter um trabalho remunerado por meio de aprendizado e das redes de contato com empresas locais.

Marcos tinha uma visão do futuro que desejava para si. Sempre trabalhara em lojas de móveis, mas queria estudar e ter uma carreira mais gratificante. Embora gostasse de seu ambiente de trabalho, queria oferecer melhores condições à família. Assim que pôde, começou a agir para adquirir mais instrução, matriculando-se na Universidade local.

Contudo, ao conversar com a família sobre seus planos, eles decidiram que precisavam de uma mudança em sua vida. Sentiram que teriam mais oportunidades de trabalho e sucesso, caso se mudassem para Campinas. E assim fizeram, em 2009.

Quando a família se mudou, ele foi procurar de imediato ajuda no centro de recursos de emprego.  Logo achou emprego numa loja de móveis por meio de contatos do centro e começou a trabalhar para sustentar a família.

Contudo, sentiu que essa oportunidade de trabalho não estava mostrando-se tão boa para a família quanto o esperado. Ele trabalhava até tarde da noite e tinha a impressão de não conviver o suficiente com a família. Também precisava trabalhar aos domingos, o que não lhe permitia dedicar muito tempo a seu chamado na Igreja. Como tinha começado a estudar História na Universidade antes da mudança, trancou a matrícula, mas esperava conseguir retomar os estudos em Campinas. No entanto, seus horários de trabalho não lhe permitiam continuar seu curso na Universidade. Por essa razão, sentiu que esse emprego não estava contribuindo para seu progresso. Ao ponderar com a família sobre a melhor solução para eles, decidiram que seria preciso mudar de emprego.

Ele voltou a frequentar o centro de recursos de emprego e participou do Curso de Autossuficiência Profissional. Ele descobriu que havia diferentes possibilidades de emprego e campos profissionais que podia seguir. Ele sempre achara que se contentaria em trabalhar numa loja de móveis até se formar na Universidade, mas começou a perceber que havia muitas outras oportunidades.

“Lembro-me de quando o Presidente Hinckley falou sobre os serviços de emprego e o Fundo Perpétuo de Educação”, recorda Marcos. “Ele disse que esses programas foram estabelecidos para mudar a vida das pessoas. Não disse que apenas iam tentar, mas que de fato iam transformar a vida das pessoas. A despeito de quem sejamos ou de onde nos encontremos, precisamos crer nessa promessa e fazer uso desses recursos. Devemos procurar o auxílio de pessoas que não só foram treinadas e preparadas para nos ajudar, mas que também têm o Espírito.”

Enquanto Marcos estava sob os cuidados do centro de recursos de emprego, seu bispo pediu-lhe que fizesse um treinamento de prevenção e combate a incêndio, a fim de que a ala ficasse em conformidade com a legislação municipal de segurança contra incêndios.

Embora Marcos achasse que se tratava do mero cumprimento de uma formalidade, obedeceu e fez o curso com alguns outros membros da ala. Ao participar do curso, nem fazia ideia do quanto sua certificação de segurança contra incêndios mudaria sua vida.

Logo depois da aula, Marcos ficou sabendo, por meio do centro de recursos de emprego, de um emprego como recepcionista e segurança de uma empresa local.

“Compareci à entrevista para o cargo e apliquei todas as técnicas que aprendera no Curso de Autossuficiência Profissional”, explica Marcos. “Fui aprovado para trabalhar como recepcionista e segurança.”

Mas então aconteceu algo inesperado. O entrevistador perguntou se Marcos conhecia alguém que tinha feito treinamento de segurança contra incêndios. Marcos falou-lhe do treinamento que recebera na Igreja. O entrevistador ficou impressionado e fez várias outras perguntas.

Em seguida, anunciou: “Não vou dar-lhe o emprego de recepcionista. Vou contratá-lo como bombeiro”.

Marcos ficou surpreso. Explicou que não tinha treinamento de bombeiro, mas o entrevistador disse que a empresa patrocinaria esse treinamento.

“É um emprego melhor, e o salário é quase o dobro”, disse Marcos. “Dividi essa chance com outras pessoas e tive a oportunidade de conseguir trabalho para outros membros da Igreja. Hoje há oito membros que trabalham nessa empresa, inclusive dois outros que estão recebendo treinamento de bombeiro por causa do curso que fizeram na Igreja.”

Marcos afirmou ter aprendido várias coisas maravilhosas com essa experiência. Aprendeu a ouvir a orientação do Espírito, a pedir ajuda a outros membros e a ser obediente.

“O bispo pediu que eu fizesse o treinamento e achei que apenas o ajudaria numa formalidade”, conta ele. “Mas na verdade não foi só por isso. Estive lá porque o Senhor desejava que eu fosse treinado como bombeiro. Antes disso, nunca me passara pela cabeça ser bombeiro um dia.”

Mas a história de Marcos não termina aí. Está voltando à Universidade para concluir seu curso de História e pretende lecionar essa disciplina no futuro. Também espera tornar-se pesquisador e consultor. Para ele, a busca de aperfeiçoamento nunca termina.

“Todos nós desejamos uma história de sucesso”, declara Marcos. “Mas ela não bate à nossa porta. Precisamos abrir a porta e correr atrás dela. Temos de ir à luta com a ajuda do Senhor. Há inúmeras possibilidades de termos não só uma história de sucesso, mas muitas.”

Comentários

Foi útil?