A Honestidade Trouxe-Lhe Mais Oportunidades

No Centro de Autossuficiência SUD (LDS Jobs), vamos ajudá-lo a obter um trabalho remunerado por meio de aprendizado e das redes de contato com empresas locais.

Francisco faz o Curso de Autossuficiência Profissional uma vez por ano. Não porque esteja desempregado, mas justamente por desejar permanecer empregado. Ao fazer o curso, aprende a ser um melhor funcionário e toma conhecimento das habilidades que os empregadores procuram atualmente. Também mantém afiadas suas habilidades e estratégias, para criar redes de contatos e apresentar-se. E talvez o mais importante: adquire confiança e continua a aprender a negociar.

Ao voltar da missão, Francisco casou-se e constituiu família. Trabalhou em vários empregos diferentes, mas, depois de alguns anos, viu que precisava voltar a estudar para estar à altura de um emprego melhor a fim de sustentar a família. Com um empréstimo do Fundo Perpétuo de Educação, iniciou um curso técnico que durou um ano e meio. Ao concluir o curso, sua vida mudou totalmente.

“Após o curso, uni as duas coisas — o que eu aprendera no centro de recursos de emprego, e as habilidades do curso técnico”, explica ele. “A partir daí, nunca mais tive problemas de desemprego.”

De fato, suas oportunidades continuaram a aumentar. Em cada um de seus três últimos empregos, ao atingir certo patamar de progresso, foi discutir a situação com a chefia. Anunciou que precisava partir e procurar outro emprego. Em cada ocasião, os chefes ficaram tão impressionados com sua honestidade, que deixaram as portas abertas para o regresso à empresa, caso o novo emprego não desse certo.

“Simplesmente ponho em prática os princípios que aprendi no centro, que funcionam mesmo”, garante. “Aprendi a ser o mais honesto possível.”

Para o emprego atual, passou por um processo intensivo de entrevistas, com um grande número de candidatos para uma única vaga. Os entrevistadores queriam saber tudo sobre ele, a fim de certificarem-se de que sabia mesmo o que estava fazendo.

“Eu só falava do que sabia fazer”, conta ele. “Não adianta dizermos que sabemos fazer algo e, depois de contratados, não darmos conta.”

Francisco não mentiu sobre seus conhecimentos e habilidades nem omitiu nada, e devido a sua honestidade, a companhia o escolheu para o cargo.

Hoje Francisco trabalha para uma empresa internacional e já quitou o empréstimo do Fundo Perpétuo de Educação. Até fez vestibular e começou a estudar numa Universidade local para adquirir mais instrução. Mas Francisco atribui seu sucesso a muitas pessoas.

“Minha esposa me motivou muito ao reconhecer meu talento para negociar e falar a verdade”, ressalta ele. “Ela é muito chegada a mim, tem conhecimento para me ajudar e me motiva a buscar o melhor.”

E é claro que atribui parte de seu êxito ao auxílio recebido no centro de recursos de emprego.

“O modo de prover do Senhor é inspirado”, afirma. “Não se trata simplesmente de uma agência de empregos, mas de uma forma de ajudar. É como a ocasião em que o Senhor mandou Néfi procurar ferro. O Senhor não mandou que construísse o navio de imediato, mas, na verdade, ordenou que buscasse primeiro as ferramentas, e depois iniciasse a construção.”

Francisco vem usando essas ferramentas todos os dias para construir um futuro melhor para si.

Comentários

Foi útil?