Está Voltando a Trabalhar?

No Centro de Autossuficiência SUD (LDS Jobs), vamos ajudá-lo a obter um trabalho remunerado por meio de aprendizado e das redes de contato com empresas locais.

Muitas razões podem fazer com que você venha a trabalhar novamente: mudar repentinamente para a função de assalariado, perder seus fundos de aposentadoria, voltar da missão, recuperar-se de uma doença ou de um ferimento, deixar de cuidar de algum familiar doente, precisar de renda suplementar, curar-se da dependência de drogas ou álcool, passar a viver sozinho, começar tudo após uma prisão, ou recomeçar depois de ser despedido.

Seja qual for a razão, o mercado de trabalho pode usar suas habilidades e talentos. Você pode ser valioso para muitas empresas.

Não importa se ficou afastado do trabalho durante 30 dias ou 30 anos, você pode aplicar os princípios de busca de emprego na sua busca e ter sucesso em encontrar trabalho. Os Centros de Autossuficiência ensinam esses princípios de busca de emprego em um curso gratuito denominado Curso de Autossuficiência Profissional. As aulas podem ajudá-lo a adquirir confiança, criar um grupo de apoio e orientá-lo durante o processo de encontrar emprego.

Começar a procurar emprego pode deixá-lo ansioso, desanimado e até deprimido. Para ajudá-lo, os Centros de Autossuficiência reuniram recursos e sugestões para auxiliá-lo durante o processo. Abaixo há algumas preocupações e sugestões comuns àqueles que estão voltando ao trabalho:

 
Como Posso Cuidar e Sustentar Meus Filhos?

Pode ser que você seja pai ou mãe solteiro, viúvo, passando por um processo de divórcio ou voltando ao trabalho para ajudar nas finanças da família. Pode ser extenuante cuidar de seus filhos e pagar as contas, mas o Pai Celestial pode ajudá-lo a cumprir suas responsabilidades.

Antes de começar a procurar trabalho, identifique as necessidades emocionais, físicas, mentais e espirituais de sua família. Aconselhe-se com o Senhor em oração a respeito de suas circunstâncias específicas. Lembre-se de continuar a incluir o Senhor em sua busca de emprego.

Faça o Curso de Autossuficiência Profissional. Como parte do curso, crie um plano e planos de apoio para os dias em que seus filhos tiverem de faltar à escola por doença, como você vai lidar com as emergências e como coordenar a ida de seus filhos à escola e a volta para casa. O curso o ajudará a identificar seus recursos e a elaborar esses planos.

Fale com todos a respeito de sua busca de emprego. Use sua rede de contatos com pais que trabalham e estão enfrentando circunstâncias semelhantes. Crie um grupo de apoio para si e encontre um mentor.

Seja realista quanto ao tipo de trabalho que pode assumir. Se está preocupado em como suportará sua nova carga, considere aceitar uma posição como voluntário ou de tempo parcial, antes de assumir um emprego de tempo integral. Isso pode preparar seu corpo para as exigências físicas e emocionais de trabalhar e cuidar de seus filhos. Pense em aconselhar-se com seu bispo, com a líder da Sociedade de Socorro ou com o líder do quórum para receber ajuda e orientação sobre como cumprir todas as suas responsabilidades.

Uma vez empregado, estabeleça com seus filhos uma programação que lhes dará um sentimento de estabilidade e apoio.

  • Fale com seus filhos a respeito de seus planos e planos de apoio.
  • Continue a dedicar-se a seus filhos individualmente.
  • Faça orações familiares
  • Organize o tempo de modo que possa realizar a noite familiar.
  • Tente fazer pelo menos uma refeição por dia com seus filhos.

 

Não Estou Suficientemente Habilitado ou o Mercado Mudou.

Depois de estar afastado do mercado de trabalho, pode ser que você pense que suas habilidades diminuíram ou que precisa aprender coisas novas. Quer você sinta que precisa “desenferrujar” ou adquirir uma série de novas habilidades, o Curso de Autossuficiência Profissional pode ajudá-lo a reconhecer habilidades e talentos que podem ser usados no mercado. Pode também ajudá-lo a traçar metas e a elaborar um plano concreto de como obter mais instrução ou treinamento, se precisar.

Verifique o que você tem a oferecer. Mesmo tendo ficado afastado do mercado de trabalho, você ainda tem habilidades e aptidões que podem ser úteis. Durante o tempo em que não esteve trabalhando, você se fortaleceu de outras maneiras (por exemplo: administrando seu tempo e resolvendo problemas). Muitas dessas habilidades podem ser aproveitadas. Pense nas habilidades, nos talentos e nas aptidões que obteve ou que aperfeiçoou enquanto esteve afastado do trabalho. Reflita sobre como essas coisas o ajudaram a alcançar realizações específicas. Pense em como essas habilidades poderiam ajudá-lo em seu novo emprego. Sinta-se orgulhoso das habilidades e talentos que possui.

Aperfeiçoe suas habilidades e seus talentos. Se precisar atualizar ou aprender novas habilidades, considere fazer um curso de treinamento, matricular-se numa escola ou ser voluntário em uma empresa. Aprimorar suas habilidades não significa necessariamente voltar para a escola. Avalie qual é o nível de suas habilidades agora e onde gostaria que ele estivesse. Os Centros de Autossuficiência podem ajudá-lo a identificar recursos em sua ala e em sua comunidade que o ajudem a elevar suas habilidades ao nível que deseja.

Quem Vai Me Empregar com Meu Histórico Negativo?

Talvez você tenha: grandes espaços de tempo entre os empregos, trocado de trabalho frequentemente, problemas de frequência, estado na prisão, saído do outro emprego por justa causa ou situações de dependência em drogas. Muitas coisas podem refletir negativamente em seu histórico profissional, mas essas coisas não devem impedi-lo de conseguir um emprego. Reúna-se com um membro da equipe do Centro de Autossuficiência ou com um mentor. Prepare uma declaração breve que você possa mostrar ao empregador em potencial, que explique suas circunstâncias. Seja honesto, mas tente criar uma declaração que possa deixar um empregador em potencial com uma boa impressão a seu respeito.

Se você ainda estiver resolvendo o que tornou seu histórico profissional negativo, pense que recursos poderão ajudá-lo. O Curso de Autossuficiência Profissional pode ajudá-lo a identificar recursos em sua ala e em sua comunidade. O curso pode também ajudá-lo a preparar planos, inclusive planos de apoio, que o ajudem a sobrepujar os obstáculos.

Pergunte a todas as pessoas que encontrar se sabem de alguma vaga de emprego ou de alguém que possa ajudá-lo em sua busca. Fale às pessoas sobre seus interesses e aptidões profissionais. Discuta suas experiências na rede de contatos com seu orientador ou um membro da equipe do Centro de Autossuficiência.

Os Possíveis Empregadores Vão Achar Que Sou Velho Demais.

Considere as razões para estar voltando a trabalhar. Você tem tempo livre? Você é uma pessoa sozinha? Você perdeu sua aposentadoria? Ou precisa de renda suplementar?

Avalie suas habilidades e restrições. Determine realisticamente as condições de trabalho que necessita para ter sucesso. Pense em como suas habilidades, aptidões, talentos e experiências podem ajudá-lo a ter sucesso em um ambiente de trabalho com essas condições. Procure um serviço que possa permitir-lhe usar suas aptidões. Ao falar com possíveis empregadores, fale sobre essas aptidões.

Muitos países têm legislação contra a discriminação por idade. Esteja a par das leis de sua área. Mesmo existindo as leis, os empregadores ainda podem encontrar meios de não empregar pessoas mais velhas. Antes de começar as entrevistas, converse com o mentor, com o especialista de autossuficiência de sua ala, ou com um membro da equipe do Centro de Autossuficiência a respeito de como poderá esclarecer as dúvidas de empregadores em potencial. Planeje como você reagirá a um empregador em potencial, se ele ou ela achar que você não entende de tecnologia, é superqualificado, ou talvez não se relacione bem com um supervisor ou chefe que seja mais jovem que você.

Mantenha uma atitude positiva quanto a sua idade e aptidões. Embora alguns empregadores possam achar que pessoas mais velhas não sejam bons empregados, outros acham justamente o contrário.

Não Tenho Boa Saúde

Avalie suas habilidades e restrições atuais. Ao pensar em voltar a trabalhar, seja realista com relação ao que pode fazer. Determine que habilidades e restrições você tem. Se necessário, consulte um médico para saber que responsabilidades pode aceitar com segurança. Converse com seu mentor ou com um membro da equipe do Centro de Autossuficiência, a fim de determinar com um empregador qual o melhor meio de resolver suas preocupações relativas à saúde.

Reavalie suas responsabilidades. Se você estiver voltando à mesma empresa depois de uma doença ou de um ferimento, é possível reavaliar suas responsabilidades profissionais. Se você ainda estiver se recuperando e impossibilitado de assumir todas as tarefas quando começar a trabalhar, fale com seu empregador a respeito de aumentar suas responsabilidades à medida que sua saúde melhore. Mantenha seu empregador informado a respeito de seu progresso.

Encontre novo emprego. Se precisa encontrar um novo emprego, pense em quais deles você pode trabalhar e que lhe permitirão usar as habilidades e treinamento que já possui.

Como Poderei Explicar Minha Missão a um Possível Empregador Que Não Seja Membro da Igreja?

Servir em uma missão pode ser uma boa maneira de obter habilidades de liderança, boa ética profissional, aptidões interpessoais, habilidades de estudo e supervisão. Se você incluir sua experiência missionária em seu currículo, certifique-se de que essas informações se aplicam à descrição do serviço a ser feito. Explique seu serviço e experiência de modo que um empregador em potencial entenda. Você pode referir-se a seu título como voluntário de tempo integral, missionário ou representante. Se você quiser incluir sua missão no seu currículo, coloque-a sob o título de experiência ou experiência voluntária.

Comentários

Foi útil?